Biografia – Lais Souza

Tenho 27 anos, atuei na Seleção Brasileira de ginástica Artística por muito tempo. Participei dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e Pequim 2008. Às vésperas da Olimpíada 2012, já na aclimatação em Londres, sofri uma fratura na mão, o que me impediu de participar pela terceira vez do maior evento esportivo do planeta.

Ir a uma Olimpíada é o objetivo de todo atleta. Me sinto privilegiada por ter participado de duas edições.

Mais uma prova do quanto os Jogos Olímpicos nos inspiram é que mesmo após deixar a ginástica, a vontade de estar em uma competição dessa grandeza não saiu de mim. Sou uma pessoa que sempre gostou de desafios.

Em 2013, com 25 anos de idade e duas Olimpíadas, eu quis buscar um novo desafio. Já tinha reinventado a minha carreira e conquistado uma vaga para representar o Brasil nas Olimpíadas de Inverno.

Estava me sentindo animada por ter conseguido vaga nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, na Rússia. Mas, como já sabem, em um treinamento no dia 27 de janeiro de 2014 aconteceu o acidente.

Foram seis meses de hospital, entre crises de choro e de revolta…Me perguntava porquê Deus não tinha me deixado o movimento de pelo menos um dedinho…

Eu ficava me perguntando o porquê de tudo isso, aí eu vi que estava perdendo tempo e resolvi me focar nas minivitórias.

A primeira foi respirar sem aparelhos. Como o impacto na medula tinha feito meu diafragma parar de funcionar, tive que fortalecê-lo. Por isso, eu cantava Ana Carolina o dia inteiro no hospital.

E a vida seguiu…

Hoje a minha rotina é ainda mais difícil do que a de um atleta. Mas foi a minha vida de esportista que me fez ter a disciplina e foco nos meus novos objetivos.

Eu comemoro cada pequena conquista!

Futuro…

Estou me reinventando mais uma vez e buscando uma nova profissão. Por tudo que passei e pela forma que encaro a vida, muitas pessoas me falam que passo uma imagem positiva e de superação. Fico feliz de poder ajudar outras pessoas a seguirem em frente! Tento passar isso em minhas palestras.

Quero também incentivar outras crianças à prática do esporte que é uma importante ferramenta de inclusão. Quero que elas se superem também.

 

“Espero que eu possa inspirar muitas gerações para a prática do esporte e para a vida toda”

 

Nascimento: 13/12/1988

Local: Ribeirão Preto

Principais resultados:

5º lugar no Mundial da Alemanha/07 (equipe), 3º lugar no salto e 2º por equipe nos Jogos Pan Americanos – RJ/07, em Brasileiros foi 1º lugar por equipe e nas paralelas em 2007, 1º na trave e no salto, 2º no individual geral e 1º por equipe em 2004, 2º lugar por equipe e 1º nas paralelas em 2006, 1º por equipe em 2003 e 1º no solo em 2002. Em Copas do Mundo ficou em 2º lugar no salto e 3º no solo em São Paulo/07, 2º lugar no solo e terceiro no salto na Rússia/06, 3º no solo e na trave na Alemanha/06, 1º no salto, 2º no solo na Alemanha em 2005, 3º no salto na Alemanha em 2004. Em 2012 foi bronze Copa do Mundo na Croácia. Participou de duas edições de Jogos Olímpicos (Atenas e Pequim).